Saúde

Edmilson Migowisk - edmilson@ojornalnit.com.br

Cuidados com as mãos

Lavar as mãos é uma atitude simples, rápida e eficiente para prevenir a disseminação de infecções. Entretanto, ainda é um hábito adotado com pouca frequência. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), é possível reduzir em até 40% a incidência de infecções e doenças como diarreia, resfriados e conjuntivite com o simples ato de lavar as mãos.

Por ser uma das principais vias de transmissão de germes e microrganismos em geral, as mãos devem ser lavadas sempre que estiverem visivelmente sujas, antes e depois das refeições, além de depois de assoar o nariz ou de usar o banheiro, por exemplo. Se as mãos não forem limpas, ações simples e corriqueiras como coçar os olhos, o nariz, a boca, falar ao telefone, contar dinheiro e utilizar o transporte público — que, por ser um local com grande circulação de pessoas, é favorável à contaminação — podem causar uma série de doenças, como resfriado, gripe, conjuntivite, erupções na pele, diarreia, hepatite e infecções respiratórias.

A higiene das mãos remove o suor, a oleosidade e as células mortas, o que impossibilita a formação de um ambiente propício à permanência e à proliferação de vírus, fungos e bactérias. 

Álcool gel

O álcool em gel pode ser uma solução para pessoas que passam o dia na rua e que não têm tempo para lavar as mãos com água e sabão sempre que necessário. O álcool tem eficácia prolongada, mas se as mãos estiverem sujas, ele não substitui a limpeza com água e sabão.

Cuidados com as mãos

- Ao espirrar ou tossir, cubra o nariz e a boca com lenço de papel. Na falta destes itens, utilize o antebraço, para evitar que suje as mãos;

- Se não for possível higienizar as mãos, evite tocar os olhos, nariz ou boca após tossir ou espirrar;
- Não compartilhe lixas, cortador ou alicate de unha, uma vez que as unhas também podem acumular microrganismos nocivos à saúde;

- Lave bem as mãos antes de colocar e tirar as lentes de contato;

- Retire acessórios como anéis, pulseiras e relógio, pois esses objetos acumulam microrganismos que podem não ser removidos com a lavagem;

- Aplique a quantidade de sabonete suficiente para cobrir toda a superfície das duas mãos;
- Após o enxágue, utilize papel toalha e comece secando pelas mãos, seguindo pelos punhos
- Utilize papel toalha para fechar a torneira.

 

Fique bem, cuide-se bem!

Dr. Edimilson Migowski
Médico Infectologista e Presidente do Instituto Vital Brazil

Com colaboração de Thaís Marini

Comentários