Entre Garfos e Taninos

Paulo Alves Costa - pauloalves@ojornalnit.com.br

Atrás desse rose só não vai quem já morreu!

Olá Caros Leitores, mais uma vez venho lhes trazer Boas Novas e quero parabenizar a todos pelo Aniversário do Rio de Janeiro, mas, quem ganha o presente somos nós!

Eu como um bom Baiano que me tornei “Carioquíssimo” e contemplo essa Beleza rara. A grande verdade é que "não importa" de onde somos,  porque todos que aqui chegam se encantam e querem contribuir cada vez mais por esta cidade maravilhosa e encantadora.

Esta cidade que tem um arsenal de encantos e nos seduz com a suas curvas mostrando todos os detalhes como o Corcovado, o Pão de Açúcar banhado pela Baía de Guanabara, o Maracanã, as belas praias que traz inspirações a grandes poetas como Tom Jobim e Vinícius de Moraes, o Jardim Botânico, os incríveis Museus que começa em Niterói e uma ponte cheia de história que nos leva e traz todos os dias para os braços de quem agente ama os Arcos da Lapa, a Pedra da Gávea, a Marques de Sapucaí que faz acontecer um dos maiores espetáculos teatral e cultural a céu aberto.

Agora vamos brindar e comemorar, porque somos todos privilegiados com tantas riquezas naturais num espaço só! Um brinde ao Rio “ops!” não está faltando algo para o brinde? Então vamos lá.

Hoje irei falar de Três Grandes Maestros, porque o que eles fazem é com grande maestria. O primeiro é um "Cidadão Brasileiro" que vem do Chile, um homem visionário que ao chegar em nossas terras se comprometeu  junto de sua família a fazer uma terroir cada vez melhor.

1* "Maestro" Mário Gaisse.

Com suas vinhas situadas na região de Pinto Bandeira ele nos traz um belíssimo espumante Cave-Gaisse Nature, hoje para mim, dentre um dos melhores espumantes nacionais. Com frescor e uma persistência que só os grandes sabem orquestra as uvas  Chardonnay  e  Pinto Noir.

 E como o nome já diz "Nature" que vem do natural porque ele não acrescenta licor de expedição (aguardente vínica) que é algo para poucos produtores realizar um  espumante desse porte e alcançar uma  precisão  tão  harmoniosa . Vale apena conhecer e desfrutar.

Harmoniza bem com  ostras frescas e  também gratinadas.

2* "Maestro" Luís Henrique Zanine.

 Um cara  incrível que não sabia do  próprio dom e assim que  descobriu veio  para ficar.

Teve medo no início ao largar seu emprego e mudar de vida, mas como todo Brasileiro que não desiste nunca, vem orquestrando muito bem com a sua família a vinícola Vallontano que fica em Bento  Gonçalves. Que sorte a nossa! Esse maestro também é um poeta em notas, tons e sabores, um exemplo  amor ao que se faz, sendo revelado em seus  rótulos a expressão do que ali foi produzido .

Que harmonia! Se fosse uma escola de samba  seria nota  10. Um  espumante  ímpar,  feito com as uvas  Chardonnay  e  Pinot  Noir grande LH Zanine extra-brut, cheio  de  personalidade com  assinatura  Brasileira.  São  elaboradas apenas 2.500 garrafas, tem uma acidez e um perlage que encanta. Harmoniza  muito  bem com  Foie-gras,  peixes  grelhados e lagostas. Eu iria do  início ao  fim.

 Vocês podem compra-lo na  importadora Mistal  pelo valor de  R$99,50. Vale  apena!

E  agora para completar esse quadro dos Grandes  Maestros volto a Pinto  Bandeira.

3*  "Maestro" Ayrton Giovanini.

 Mais  um grande  visionário  que apostou e acertou em cheio. Casado com  a Senhora Beatriz Dreher que já vem de uma  Família que tem  conhecimento com destilados. Esse grande  Maestro vem com a sua  família  orquestrando e colocando o nosso  País  lá no topo entre os Gigantes no Mundo do  Vinho. Eles produzem hoje um  espumante  rose maravilhoso, diria em  ritmo de samba. "que atrás desse  rose  só  não vai quem já morreu". Estou falando da  Vinícola  Don  Giovanni, que produz um  espumante com as  uvas Pinot  Noir, Merlot (que me surpreende ) e  Chardonnay. Um   espumante rose com   buquê  fantástico. Harmoniza  maravilhosamente com um  risoto de  alcachofras e peixes mais  gordurosos como  salmão

Todos esses Maestros de que estava falando buscam o melhor da terra com a mais pura  "tecnologia". Que é a própria Terra!

Comentários