Notícias

Ano novo, nova vida?

Niterói, 29/12/2017 12:41:15
Todos os anos, já no período que antecede o Natal, começamos a receber mensagens onde só se fala de amor, caridade, fraternidade e por aí vai. Nessa época do ano todos ficamos bondosos, caridosos, amorosos.

É Natal, é tempo de Paz.

Logo a seguir vem a semana que precede a passagem de um ano para o outro, o chamado Ano Novo, e as mensagens se multiplicam anunciando a Boa Nova. O ano que virá será sempre melhor do que o anterior, é assim que todos se expressam, é assim que todos desejam. Se pararmos para analisar o que significa a passagem do ano, perceberemos que nada se modifica externamente. Tudo continua sendo como na véspera.

Os doentes continuam doentes, os que estão no cárcere permanecem encarcerados, os infelizes continuam os mesmos, os criminosos seguem arquitetando seus crimes, e assim por diante. E nós, o que fazemos em cada inicio de ano? Fazemos promessas ou intentamos tornar real algo que nos é importante? Como quero progredir? Só me preocupo com os empreendimentos materiais? De fato, aprendemos como ganhar a vida, mas ainda não sabemos aproveitá-la bem, já que gastamos muito, consumimos mais, e desfrutamos menos, porque nada nos satisfaz.

Construímos auto-estradas amplas, onde podemos nos deslocar com mais segurança e rapidez, mas, por outro lado, não ampliamos o nosso ponto de vista, pois ainda continuamos a ver argueiro no olho de nosso semelhante, e não vemos a trave em nossos olhos. Um feliz ano novo não se deseja, se constrói. Nós, e somente nós podemos construir um ano melhor, e com isso iniciarmos uma Nova Era, repensando os nossos valores, corrigindo os nossos passos, dando uma nova direção à nossa estrada particular.

Adicionamos anos à extensão de nossas vidas, mas não vida à extensão de nossos anos. Vamos retirar da nossa bagagem as mágoas, os rancores, a inveja, os ciúmes, os ódios e outros detritos que pesam sobre nós, ou seja, promover a reforma íntima mas, sobretudo, a Moral. Vamos buscar resolver todas as questões que nos tiram à paz; é desenvolver laços de verdadeira fraternidade com aqueles que nos rodeiam.

Vamos ser caridosos com os nossos irmãos. Importa que saibamos que o novo período de tempo que se inicia, como tantos outros que já passaram, será repleto de oportunidades. Aproveitá-las bem ou mal, depende exclusivamente de cada um de nós.  Se mudarmos nossa atitude hoje, com certeza alteramos o amanhã, que será bem melhor e suave caso, hoje, passarmos a ter uma nova postura diante da vida.

“Não vamos ficar nos lamentando diante das páginas borradas do livro da nossa vida. No Ano Novo, uma nova página nos é dada. Que possamos preenchê-la com sabedoria”. (Henry I. Sobel).

Comentários

Leia também