Notícias

PMs são homenageados por resgate heroico de crianças em Niterói

Niterói, 23/10/2017 21:28:54
Responsáveis pelo resgate de duas crianças sequestradas por criminosos em fuga em uma van escolar no Barreto, em agosto deste ano, o cabo Antônio Ricardo Azevedo da Silva e o soldado Renan Cabral de Oliveira Silva, ambos do 7º BPM (São Gonçalo), foram homenageados nesta segunda-feira pela Assembleia Legislativa do Rio (Alerj). Os agentes receberam uma moção de aplausos entregue pelo deputado estadual Milton Rangel, líder dos Democratas (DEM), como um reconhecimento de toda a sociedade fluminense pela ação exemplar.

A postura dos PMs no socorro às crianças, de apenas 2 anos, sem nenhum enfrentamento e troca de tiros com os bandidos foi considerada perfeita pelo parlamentar. Os policiais evitaram o confronto com os criminosos para preservar a integridade física das crianças. "Essa é a polícia que nós queremos e precisamos valorizar. Foi um ato heroico que nos enche de orgulho e serve de exemplo para todos os policiais, que mesmo sem receber suas gratificações e trabalhando sem recursos adequados com armamento obsoleto colocam diariamente suas vidas em risco para cumprir sua difícil missão", elogiou o deputado Milton Rangel.

O major Júlio César, subcomandante do 7º BPM, agradeceu à merecida homenagem, representada pelo deputado Milton Rangel. "É muito importante esse gesto de reconhecimento que faz falta em meio a tantas críticas ao nosso trabalho. Apesar das dificuldades financeiras do estado, nossos policiais dão o melhor para desempenhar sua função e proteger a sociedade".
Pai de um menino de 7 anos e o primeiro a chegar ao Morro do Pereirinha, em São Gonçalo, onde a van foi abandonada, cabo Azevedo agradeçou a homenagem a uma categoria profissional que vem sendo massacrada pela mídia. O colega de farda e também pai, de duas crianças, o soldado Renan Cabral de Oliveira, recebeu com alegria a moção. Para ele, a maior emoção foi entregar as crianças sãs e salvas para suas famílias às vésperas do Dia dos Pais. "É como se eu tivesse recebido um presente também".

Comentários